quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

SOS Venezuela - Já lhe podemos chamar ditadura?

dictadura.jpg


Já lhe podemos chamar ditadura? ou ainda não?

lo llamamos ya dictatdura o todavia no?

Tito Paris - Dança ma mi criola


Letra



Dança ma mim criola cola na mim
Pensa na passá sabe num coladera

Sabura é lá na nôs terra cabo verde
Lá nô ta sinti na meio d'nôs tradiçon

Tchiga na mim bô perta'm forte quê pa'm sinti
Calor di bô morininha óh cabo verde

Sabura é lá na nôs terra cabo verde
Lá nô ta sinti na meio d'nôs tradiçon

O amor é um acidente. - José Eduardo Agualusa

agualusa.jpg

O amor é um acidente.

Eu estava sentada no regaço de uma mulher de cobre, uma escultura de Henry Moore, e Bill debruçou-se sobre mim e beijou-me nos lábios. E de repente eu amava-o. Amava-o e só isso importava. Reparei nas mãos dele, mãos de pianista. Mãos preparadas para o amor. Ainda hoje gosto de lhe ver as mãos enquanto folheia um livro, enquanto lê um jornal. As mãos dele envelheceram, envelheceram a apertar outras mãos, milhares de outras mãos, a jogar golfe, a assinar autógrafos e documentos importantes. Envelheceram, sim, mas continuam belas. Continuam a excitar-me.

O amor é uma renúncia. Amar alguém é desistir de amar outros, é desistir por esse amor do amor de outros. Eu desisti de tudo. A partir desse dia dei-lhe todos os meus dias. Entreguei-lhe os meus sonhos, os meus segredos, as minhas convicções mais profundas. Não me queixo!

Não sou ingénua nem estúpida. Quando digo que o amor é uma renúncia, quero dizer que foi assim para mim. Para Bill foi sempre uma outra coisa. Eu sabia que ele reparava noutras mulheres, e que outras mulheres reparavam nele. Um homem feio, com poder, é quase bonito. Um homem bonito, com poder, é quase um Deus.

Apesar da minha educação cristã, ou por causa dela, sempre me recusei a viver sujeita à ameaça do pecado. As grandes indústrias vêm tentando convencer-nos de que é possível tirar o veneno ao prazer e ficar apenas com o prazer: café sem cafeína, cerveja sem álcool, cigarro sem nicotina - amor platónico. Quanta estupidez. Quem bebe café procura a exaltação da cafeína. Quem pede uma cerveja numa tarde de sol quer refrescar o corpo, sim, mas também quer soltar o espírito. Se é para pecar quero o pecado inteiro.

Bill teve o seu castigo. Tivemos os dois. Foram dias difíceis, foram noites ainda mais difíceis, mas passaram. Uma manhã acordei e já não tinha lágrimas. Noutra manhã acordei e já não o odiava. Finalmente acordei e estava de novo abraçada a ele.
O amor é um hábito. Como acham que cheguei até este dia? Foi o amor que me trouxe. Maldito seja.

José Eduardo Agualusa, in 'A Educação Sentimental dos Pássaros '
 
Retirado de Citador

Mia couto no Facebook - A vida é demasiado preciosa para ser esbanjada num mundo desencantado

I hate Love

"A vida é demasiado preciosa para ser esbanjada num mundo desencantado."
MIA COUTO

Liam Payne, Rita Ora - For You


Letra

In your eyes, I'm alive
Inside you're beautiful
Something so unusual
In your eyes
I know I'm home (yeah)
Every tear, every fear
Gone with the thought of you
Changing what I thought I knew
I'll be yours for a thousand lives

I'm free as a bird
When I'm flying in your cage
I'm diving in deep
And I'm riding with no brakes
And I'm bleeding in love
You're swimming in my veins
You got me now

Been waiting for a lifetime for you
Been breaking for a lifetime for you
Wasn't looking for love 'till I found you
Ooh na-na ayy
For love, 'till I found you (oh)

Skin to skin
Breathe me in
Feeling your kiss on me
Lips are made of ecstasy
I'll be yours for a thousand nights (a thousand lights)

I'm free as a bird
When I'm flying in your cage (so lost)
I'm diving in deep
And I'm riding with no brakes (no luck)
And I'm bleeding in love
You're swimming in my veins
You got me now (now)

Been waiting for a lifetime for you
Been breaking for a lifetime for you
Wasn't looking for love 'till I found you
Ooh na-na ayy
For love, 'till I found you (oh)
Been waiting for a lifetime for you
Been breaking for a lifetime for you
Wasn't looking for love 'till I found you
Ooh na-na ayy
For love, 'till I found you (oh)

I'm free as a bird
When I'm flying in your cage
I'm diving in deep
And I'm riding with no brakes
And I'm bleeding in love
You're swimming in my veins
You got me now

Been waiting for a lifetime for you
Been breaking for a lifetime for you
Wasn't looking for love 'till I found you
Ooh na-na ayy
For love, 'till I found you (oh)
Been waiting for a lifetime for you (oh yeah)
Been breaking for a lifetime for you
Wasn't looking for love 'till I found you
Ooh na-na ayy
For love, 'till I found you (oh)
Wasn't looking for love 'till I found you
Ooh na-na ayy
For love, 'till I found you (oh)

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Marcelo Rebelo de Sousa no Facebook - é mais fácil um povo trocar de governo que um governo trocar de povo

é mais fácil um povo trocar de governo que um governo trocar de povo

é mais fácil um povo trocar de governo que um governo trocar de povo
Marcelo Rebelo de Sousa

Frases do Facebook - Talvez te lembres de mim, quando eu finalmente te esquecer!

esquecer

Talvez  te lembres de mim, quando eu finalmente te esquecer!

Frases do Facebook - Pessoas fortes também precisam de abraços


Pessoas fortes também precisam de abraços

Frases do Facebook - o amor verdadeiro fica para sempre!

Amor Verdadeiro
Não te preocupes se de repente a pessoa que amas se vai embora. Os amores entram e saem das nossas vidas, o amor verdadeiro é o único que fica para sempre

Jenifer Solidade - Largam da mon


Letra

Ô show, manera ês flau
Dxam dob um falá d'favor
Mi ma bô ka tem prublema
Ô broda, bô tem q'ranjám vintém
Nha cartera cansá di pitá d'beziu
Dizenrascam só más es vez
 
Ô show, manera ês flau
Dxam dob um falá d'favor
Di azar ki nós dos é broda
Ô prim, dja metebu um CD
Nha cartera cansá di pitá beziu
Dizenrascam só más es vez
 
Sé dinheru q'bô krê, ô criatura
Salva bô vida, bô dxam em paz
Nem ka bô bem ku fóia trabói
S'é dinheru q'bô krê, ô criatura
Mi ja nta fora q'bô más palei
Ranjá trabói, q'um ka bomber
 
Largam da mon, bô dxam em paz
F'zem ês favor, bô dizaparsê!
Bô más palei, q'já tá bom dimás
Bá dá um pasei lá pa kes ilha!
 
Senta na sombra, bô speral bem
Kê vaca ki nasce sem rób
É Nossa Senhora lá na séu é ki ta vanal
 
Largam da mon, bô dxam em paz
F'zem ês favor, bô dizaparsê!
Bô más palei, q'já tá bom dimás
Bá dá um pasei lá pa kes ilha!
 
Largam da mon, bô dizaparsê!
Bô más palei, q'já tá bom dimás
Bá dá um pasei lá pa kes ilha!
Senta na sombra, bô speral bem
 
Ês é pa nhas broda ma nhas prim
que ficá li ta pidim dinheru discaradamente
Em ves des ba spiá trabói!
 

Imagens do Facebook - O que é "Opinião"?


O que é "Opinião"?

Calum Scott, Leona Lewis - You Are The Reason


Letra



There goes my heart beating
Cause you are the reason
I'm losing my sleep
Please come back now

There goes my mind racing
And you are the reason
That I'm still breathing
I'm hopeless now

I'd climb every mountain
And swim every ocean
Just to be with you
And fix what I've broken
Oh, cause I need you to see
That you are the reason

There goes my hands shaking
And you are the reason
My heart keeps bleeding
I need you now

If I could turn back the clock
I'd make sure the light defeated the dark
I'd spend every hour, of every day oh
Keeping you safe oh

I'd climb every mountain
And swim every ocean
Just to be with you
And fix what I've broken
Oh, cause I need you to see
That you are the reason
You are the reason

I'd climb every mountain
And swim every ocean
Just to be with you
And fix what I've broken
Cause I need you to see
That you are the reason

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Frases do Facebook - Cada dia é uma nova hipótesse para mudar de vida

Todos os dias

Cada dia é uma nova hipótesse para mudar de vida
Every day is another chance to change your life

Frases do Facebook - Podes fechar os olhos para coisas que não queres ver, mas não podes fechar o coração às coisas que não queres sentir

Close your eyes

You can close your eyes to things you don't want to see, but you can't close your heart to the things you don't want to feel
Podes fechar os olhos para coisas que não queres ver, mas não podes fechar o coração às coisas que não queres sentir

Frases do Facebook - Em todas as religiões há amor, contudo, o amor não tem religião


Em todas as religiões há amor, contudo, o amor não tem religião

Humor no facebook - elogios

Elogio

-Estou barrigudo, careca e velho, preciso de um elogio
-A tua visão está óptima

Imagens do Facebook - perspectiva

Djocy Santos - Bem Ma Nos


Letra

Não encontrei a letra desta música

Nelson Mandela - A Minha Inspiração

nelson-mandela.jpg

A Minha Inspiração

A minha inspiração são os homens e as mulheres que surgiram em todo o globo e escolheram o mundo como o teatro das suas operações, e que lutam contra as condições socioeconómicas que não promovem o avanço da Humanidade, onde quer que este ocorra. Homens e mulheres que lutam contra a supressão da voz humana, que combatem a doença, a iliteracia, a ignorância, a pobreza e a fome. Alguns são conhecidos, outros não. Essas são as pessoas que me inspiraram.

Nelson Mandela, in 'Conferência na London School of Economics, Londes, 6 Abril 2000'
 
Retirado de Citador

Frases do Facebook - Troque as suas folhas, mas não perca as suas raizes, mude de opinião, mas nunca deixe de ter principios

Principios

Troque as suas folhas, mas não perca as suas raizes, mude de opinião, mas nunca deixe de ter principios

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

A Mafalda no Facebook - Ninguém me compreende

Ninguém me compreende

Mafalda: Ninguém me compreende

Frases do Facebook - tu decides se queres ou não continuar a queimar a tua vida

Cigarro

tu decides se queres ou não continuar a queimar a tua vida

Frases do Facebook - Se tivesses de escolher entre ter um governo sem jornais e jornais sem governo, nem hesitaria em escolher o último


Se tivesses de escolher entre ter um governo sem jornais e jornais sem governo, nem hesitaria em escolher o último

Frases do Facebook - Muitas pessoas sabem o meu nome e quem eu sou, mas são poucas as que sabem o que sou e como sou

Muitas pessoas sabem o meu nome

Muitas pessoas sabem o meu nome e quem eu sou .. mas são poucas as que sabem o que sou e como sou

Miguel Esteves Cardoso - Aprender de cor quem amamos

Miguel Esteves Cardoso

Comportamo-nos como se as pessoas de quem gostamos fossem durar para sempre. Em vida não fazemos nunca o esforço consciente de olhar para elas como quem se prepara para lembrá-las. Quando elas desaparecem, não temos delas a memória que nos chegue. Para as lembrar, que é como quem diz, prolongá-las. A memória é o sopro com que os mortos vivem através de nós. Devemos cuidar dela como da vida. 

Devemos tentar aprender de cor quem amamos. Tentar fixar. Armazená-las para o dia em que nos fizerem falta. São pobres as maneiras que temos para o fazer, é tão fraca a memória, que todo o esforço é pouco. Guardá-las é tão difícil. Eu tenho um pequeno truque. Quando estou com quem amo, quando tenho a sorte de estar à frente de quem adivinho a saudade de nunca mais a ver, faço de conta que ela morreu, mas voltou mais um único dia, para me dar uma última oportunidade de a rever, olhar de cima a baixo, fazer as perguntas que faltou fazer, reparar em tudo o que não vi; uma última oportunidade de a resguardar e de a reter. Funciona.

Miguel Esteves Cardoso, in 'As Minhas Aventuras na República Portuguesa'

As 50 sombras de Grey no Facebook - Chamem um psicólogo

50sombrasdegrey.jpeg

Imagem do Henricartoon

Karol G, Cosculluela - La Dama


Letra

Salgo para la calle sin permiso
Desatada, tengo mi bebe y no le aviso
En mi bolsillo un par de cigarrillos
Entrando en la disco, enseguida organizo
La botella, ponga la en la mesa
La G te come, pero no te besa
La botella, ponga la en la mesa
La G te come, pero no te besa
Quiere que lo hagamos en la discoteca
Traiganle un vaso de whisky
Que apenas bailando este disco peta
La prepa se trepa
Quiere que lo hagamos en la discoteca
Traiganle un vaso de whisky
Que apenas bailando este disco peta
La prepa se trepa
Baby
Lo de ella no es una propaganda
Es una prepaganda, si ella corona corona con la banda
Van detrás del peso, sin amores ni besos
Por eso, explicó bien el proceso
Resumido, no tiene marido
Los 20 cumplidos y no me le hablen de Cupido
Ni tampoco de san valentin, las pacas sin fin
El único novio es cristian, de apellido luis voitton
La supreme, cuando va para el mall viste sport
Ella pide champagne pero no bebe alcohol
En Nueva York de la 5° avenida loco
Y si esta en el three out five la pillas en Lincoln
Tiene su expediente
Aunque tu no seas soltero
No son diez, ni veinte
Esta puesta para el ticket entero
Quiere que lo hagamos en la discoteca
Traiganle un vaso de whisky
Que apenas bailando este disco, peta
La prepa se trepa
Quiere que lo hagamos en la discoteca
Traiganle un vaso de whisky
Que apenas bailando este disco peta
La prepa se trepa
Salgo con mis amigas bien clean en fire
Huelo bien, visto bien, estamos claras
La envidia por la calle dispara
Pero no importa solo vestimos gucci
Ya no compramos es Zara
Soy la mala que a todas opaca
Y por eso me tachan
La vida me ha obligado a ser así
Ese no fue el destino que yo elegí
He amado he sufrido
Mil problemas también he tenido
Es que a pesar de todo yo sonrió
Por que de lo malo ya yo me rió
Tiene su expediente
Aunque tu no seas soltero
No son diez, ni veinte
Esta puesta para el ticket entero
Quiere que lo hagamos en la discoteca
Traiganle un vaso de whisky
Que apenas bailando este disco, peta
La prepa se trepa
Quiere que lo hagamos en la discoteca
Traiganle un vaso de whisky
Que apenas bailando este disco peta
La prepa se trepa
Karol G
El Princi
O B On The drums
Montana
El Mueka
Y no importa su fama
Así es el panorama
Una dama, una dama
En la calle o en la cama
Compositores: Carolina Giraldo / Daniel Echavarria Oviedo / Gabriel Alexander Pinto / Jorge Luis Zambrano / Jose F. Cosculluela

domingo, 18 de fevereiro de 2018

Frases do Facebook - depois das tempestades que enfrentei, não é qualquer chuvisco que me molha


depois das tempestades que enfrentei, não é qualquer chuvisco que me molha

Mia couto no Facebook - Em alguma outra vida eu fui ave

Em alguma vida fui ave. Guardo memória de paisagens espraiadas e de escarpas em voo rasante. MIA COUTO

LEMBRANÇA ALADA

Em alguma vida fui ave.

Guardo memória
de paisagens espraiadas
e de escarpas em voo rasante.

E sinto em meus pés
o consolo de um pouso soberano
na mais alta copa da floresta.

Liga-me à terra
uma nuvem e seu desleixo de brancura.

Vivo a golpes com coração de asa
e tombo como um relâmpago
faminto de terra.

Guardo a pluma
que resta dentro do peito
como um homem guarda o seu nome
no travesseiro do tempo.

Em alguma ave fui vida.

Mia Couto

Frases do Facebook - não se pode ser verdadeiramente feliz sem que procuremos a felicidade dos outros


não se pode ser verdadeiramente feliz sem que procuremos a felicidade dos outros, sem que todas as almas palpitem na nossa própria alma e nós tão amplamente a alarguemos que ela chegue a abraçar o universo

Frases do Facebook - Não podemos evitar que os problemas nos batam à porta

Problemas

Não podemos evitar que os problemas nos batam à porta, mas também não é preciso oferecer-lhes uma cadeira

Asperger no Facebook - a única maneira de entender o Asperger, é entender a pessoa que há por trás

asperger2.jpg


a única maneira de entender o Asperger, é entender a pessoa que há por trás
la única manera de entender el Asperger es entender a la persona que hay detrás.

18 de Fevereiro, dia internacional do síndrome de Asperger

Imagens do Facebook - tradição ... 500 anos e não evoluíram nada

Tradição

Esta é uma tradição que temos desde o século XVI
500 anos e não evoluiram nada!

Manu Chao - Clandestino


Letra

Solo voy con mi pena
Sola va mi condena
Correr es mi destino
Para burlar la ley
Perdido en el corazn
De la grande Babylon
Me dicen el clandestino
Por no llevar papel

Pa una ciudad del norte
Yo me fui a trabajar
Mi vida la dej
Entre Ceuta y Gibraltar
Soy una raya en el mar
Fantasma en la ciudad
Mi vida va prohibida
dice la autoridad

Solo voy con mi pena
Sola va mi condena
Correr es mi destino
Por no llevar papel
Perdido en el corazon
De la grande Babylon
Me dicen el clandestino
Yo soy el quiebra ley

Mano Negra clandestina
Peruano clandestino
Africano clandestino
Marijuana ilegal

Solo voy con mi pena
Sola va mi condena
Correr es mi destino
Para burlar la ley
Perdido en el corazn
De la grande Babylon
Me dicen el clandestino
Por no llevar papel

Argelino clandestino
Nijeriano clandestino
Boliviano clandestino
Manu Negra ilegal

sábado, 17 de fevereiro de 2018

Imagens do Facebook - Leia a bíblia, nós precisamos de mais ateístas

Leia a bíblia, nós precisamos de mais ateístas

Read the bible, We need more atheists.
Leia a bíblia, nós precisamos de mais ateístas

Chico Xavier no Facebook - tudo o que é teu vai encontrar uma maneira qualquer de chegar até ti

tudo o que é teu vai encontrar uma maneira qualquer de chegar até ti

tudo o que é teu vai encontrar uma maneira qualquer de chegar até ti
Chico Xavier

Frases do Facebook - Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância


Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância

Frases do Facebook - Um giz é mais barato que uma bala, não peça mais polícia, peça mais educação

Um giz é mais barato que uma bala, não peça mais polícia, peça mais educação

Um giz é mais barato que uma bala, não peça mais polícia, peça mais educação

Apadrinhe uma criança vulnerável em Moçambique

apadrinha uma criança em risco em Moçambique

Apadrinhe uma criança vulnerável em Moçambique e mude a sua vida para sempre. Saiba como em:www.thebighand.org > geral@thebighand.org > 21 753 02 20

Vergílio Ferreira - Vive o Dia de Hoje!


Vive o Dia de Hoje!

Não penses para amanhã. Não lembres o que foi de ontem. A memória teve o seu tempo quando foi tempo de alguma coisa durar. Mas tudo hoje é tão efémero. Mesmo o que se pensa para amanhã é para já ter sido, que é o que desejamos que seja logo que for. É o tempo de Deus que não tem futuro nem passado. Foi o que dele nós escolhemos no sonho do nosso absoluto. Não penses para amanhã na urgência de seres agora. Mesmo logo à tarde é muito tarde. Tudo o que és em ti para seres, vê se o és neste instante. Porque antes e depois tudo é morte e insensatez. Não esperes, sê agora. Lê os jornais. O futuro é o embrulho que fizeres com eles ou o papel urgente da retrete quando não houver outro.

Vergílio Ferreira, in "Escrever"

Mia couto no Facebook - Promessa de uma noite

Promessa de uma noite

PROMESSA DE UMA NOITE

cruzo as mãos
sobre as montanhas
um rio esvai-se
ao fogo do gesto
que inflamo

a lua eleva-se
na tua fronte
enquanto tacteias a pedra
até ser flor

In "Raiz de orvalho e outros poema"
 
Mia Couto

GABRIEL O PENSADOR - 'ATE QUANDO '


Letra

Não adianta olhar pro céu, com muita fé e pouca luta
Levanta aí que você tem muito protesto pra fazer e muita greve, você pode, você deve, pode crer
Não adianta olhar pro chão, virar a cara pra não ver
Se liga aí que te botaram numa cruz e só porque Jesus sofreu não quer dizer que você tenha que sofrer
Até quando você vai ficar usando rédea?
Rindo da própria tragédia?
Até quando você vai ficar usando rédea? (Pobre, rico, ou classe média).
Até quando você vai levar cascudo mudo?
Muda, muda essa postura
Até quando você vai ficando mudo?
Muda que o medo é um modo de fazer censura.

Até quando você vai levando?
(Porrada! Porrada!)
Até quando vai ficar sem fazer nada?
Até quando você vai levando?
(Porrada! Porrada!)
Até quando vai ser saco de pancada?

Você tenta ser feliz, não vê que é deprimente, seu filho sem escola, seu velho tá sem dente
Cê tenta ser contente e não vê que é revoltante, você tá sem emprego e a sua filha tá gestante
Você se faz de surdo, não vê que é absurdo, você que é inocente foi preso em flagrante!
É tudo flagrante! É tudo flagrante!

Refrão

A polícia matou o estudante, falou que era bandido, chamou de traficante.
A justiça prendeu o pé-rapado, soltou o deputado... e absolveu os PMs de vigário!

Refrão

A polícia só existe pra manter você na lei, lei do silêncio, lei do mais fraco: ou aceita ser um saco de pancada ou vai pro saco.
A programação existe pra manter você na frente, na frente da TV, que é pra te entreter, que é pra você não ver que o programado é você.
Acordo, não tenho trabalho, procuro trabalho, quero trabalhar.
O cara me pede o diploma, não tenho diploma, não pude estudar.
E querem que eu seja educado, que eu ande arrumado, que eu saiba falar
Aquilo que o mundo me pede não é o que o mundo me dá.
Consigo um emprego, começa o emprego, me mato de tanto ralar.
Acordo bem cedo, não tenho sossego nem tempo pra raciocinar.
Não peço arrego, mas onde que eu chego se eu fico no mesmo lugar?
Brinquedo que o filho me pede, não tenho dinheiro pra dar.
Escola, esmola!
Favela, cadeia!
Sem terra, enterra!
Sem renda, se renda!
Não! Não!!

Refrão

Muda, que quando a gente muda o mundo muda com a gente.
A gente muda o mundo na mudança da mente.
E quando a mente muda a gente anda pra frente.
E quando a gente manda ninguém manda na gente.
Na mudança de atitude não há mal que não se mude nem doença sem cura.
Na mudança de postura a gente fica mais seguro, na mudança do presente a gente molda o futuro!
Até quando você vai ficar levando porrada, até quando vai ficar sem fazer nada?
Até quando você vai ficar de saco de pancada?
Até quando você vai levando?

Dia internacional do síndrome de Asperger

asperger.jpg


Assinala-se a 18 de fevereiro, dia do nascimento de Hans Asperger, médico que estudou a doença a que foi dado o seu nome.

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Dalai lama no Facebook - é muito melhor perceber um defeito em ti mesmo que dezenas nos outros, os teus defeitos tu podes mudar

defeitos3.jpg


é muito melhor perceber um defeito em ti mesmo que dezenas nos outros, os teus defeitos tu podes mudar
Dalai Lama

Frases do Facebook - 99 acertos e nenhum elogio, ao primeiro erro, mil condenações

erro2.jpg


99 acertos e nenhum elogio, ao primeiro erro, mil condenações

Frases do Facebook - As pessoas felizes acreditam na única força que ninguém lhes consegue tirar: a do amor


As pessoas felizes acreditam na única força que ninguém lhes consegue tirar: a do amor

Frases do Facebook - Não importa o tamanho da tempestade, o sol nunca deixará de brilhar

brilhar.jpg


Não importa o tamanho da tempestade, o sol nunca deixará de brilhar

Miguel Esteves Cardoso - As mulheres do norte



“As raparigas do Norte têm belezas perigosas, olhos impossíveis. Têm o ar de quem pertence a si própria. Olham de frente. Pensam em tudo e dizem tudo o que pensam. Confiam, mas não dão confiança. Acho-as verdadeiras. Acredito nelas. Gosto da vergonha delas, da maneira como coram quando se lhes fala e da maneira como podem puxar de um estalo ou de uma panela, quando se lhes falta ao respeito. São mulheres que possuem; são mulheres que pertencem. As mulheres do Norte deveriam mandar neste país. Têm o ar de que sabem o que estão a fazer.”

Miguel Esteves Cardoso

Humor no facebook - o casamento é um relacionamento a dois em que um está sempre certo e o outro é o marido

casamento.jpg



o casamento é um relacionamento a dois em que um está sempre certo e o outro é o marido

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

As 50 sombras de Grey no Facebook

50sombras.jpg

Victor Hugo no Facebook - Mude de opinião, mantenha os seus principios, troque as suas folhas e mantenha as suas raizes

Mude de opinião, mantenha os seus principios, troque as suas folhas e mantenha as suas raizes

Mude de opinião, mantenha os seus principios, troque as suas folhas e mantenha as suas raizes
Victor Hugo

Frases do Facebook - Novos dias vão chegar


Eu peguei em saudades tuas
Fui plantá-las no meu jardim
Porque sei que assim continuas
Aqui bem juntinho a mim
E cantando a saudade eu sei
Algo aqui há-de nascer
Se tristeza eu semeei
Alegria hei-de colher
Alegria hei-de colher

Pedrinhas que houver eu hei-de tirar
E todas as ervas daninhas à volta
E o que vier virá lembrar
O que a vida prende a saudade solta
E sombras que houver eu hei-de afastar
E todas as ervas daninhas à volta
E o que vier virá lembrar
O que a vida prende a saudade solta

Novos dias vão chegar
Outras memórias felizes
E o vento que nos vergar
Não nos vai quebrar raízes
E cantando eu sei que fica
A saudade bem aqui
E a esperança que nos dá vida
Em mim não terá o fim
Sei que vais esperar por mim

Pedrinhas que houver eu hei-de tirar
E todas as ervas daninhas à volta
E o que vier virá lembrar
O que a vida prende a saudade solta
E sombras que houver eu hei-de afastar
E todas as ervas daninhas à volta
E o que vier virá lembrar
O que a vida prende a saudade solta

Pedrinhas que houver eu hei-de tirar
E todas as ervas daninhas à volta
E o que vier virá lembrar
O que a vida prende a saudade solta
E sombras que houver eu hei-de afastar
E todas as ervas daninhas à volta
E o que vier virá lembrar
O que a vida prende a saudade solta


Imagens do Facebook - O povo assiste

O povo assiste

Lucibela - Stapora do Diabo


Letra

Não encontrei a letra desta música

Lucibela - Mal Amadu


Letra

Não encontrei a letra desta música

O Pilinhas - António Lobo Antunes


O Pilinhas


Quando acabei a instrução primária num colégiozito em Benfica cujo corpo docente era constituído pelo dono, a mulher, a sogra e um cão chamado Pirata, conjunto que, só por si, atesta a qualidade do ensino, melhorada pelas generosas cargas de porrada que o dono distribuía aos alunos nos intervalos de arrancar pêlos do nariz, dono que voltei a encontrar muitos anos depois, na rua, onde nos reconhecemos logo, ele avançou para mim de mão estendida e sorriso e tive a oportunidade de o mandar para o caralho, depois da instrução primária, dizia eu, os meus pais matricularam-me no Camões onde encontrei dois mestres inesquecíveis. O professor de Matemática, de alcunha Bolinhas, que lamentava a nossa ignorância sempre com a mesma frase melancólica

– Pois é, vocês em lugar de estudarem passam a vida no cinema. Com a vossa idade eu ia ao cinema uma vez por semana e era lá de mês a mês

que me acompanhará até à morte e, para além do Bolinhas, uma segunda criatura que não era tão estúpida, era apenas um criminoso, conhecido pelo epíteto de Pilinhas. Esse não se ocupava de Matemática, ocupava-se da Religião e Moral, e sofri-lhe as aulas durante os dois primeiros anos. Chamavam-lhe Pilinhas porque repetia, vezes sem conta, a mesma frase:

– Só se pode mexer na pilinha para cinco coisas: fazer chichi, lavar, ajeitar, coçar mas não muito e pôr remédio.

Ao contrário dos outros professores de Moral não era padre: era médico, era careca

(por acaso o Bolinhas também)

fazia-nos festas e, por amor a Deus, nunca casou. Dava as aulas inteiras sentado atrás da secretária

(as secretárias do Camões eram fechadas, quer dizer havia um espaço para as pernas e tudo o resto era madeira)

e ia-nos introduzindo, em voz baixa e suave, na intimidade com o Divino, Mandamentos, Inimigos Do Homem, que são três, Mundo, Demónio e Carne e, a propósito da Carne, lá vinham as cinco coisas acerca da pilinha, cuja relação com a Carne

(ele não explicava que espécie de carne, eu achava que rosbife)

eu não entendia muito bem. Pronto, resigno-me: não entendia mesmo nada. Também não entendia porque motivo o Mundo era meu inimigo. O Demónio está bem, tão cheio de maldade, agora o Mundo, com Paris e elefantes, não conseguia concebê-lo a querer fazer-me mal. Para mais o globo terrestre, que um dos meus tios tinha, jamais me ferrou uma dentada: era de lata, andava à roda, um bocado empenado, cheio de continentes e oceanos e a Austrália era cor de rosa. Não acreditava que uma ilha cor de rosa fosse minha inimiga e como o tio, que a tinha no quarto, permanecia vivo e de saúde, o Mundo não podia ser assim tão cruel. Para mais tudo o que o Pilinhas ensinava ou era incompreensível ou, na melhor das hipóteses, duvidoso, e eu saía das aulas numa espécie de atordoamento, convencido que talvez o Mundo fosse meu inimigo derivado à ignorância incurável que desde o berço me acompanha e que, para mal dos meus pecados

(estamos na aula de Religião e Moral)

continua, infelizmente, a acompanhar-me. Bom. Isto ia andando assim até que o Pilinhas, enquanto nos instruía acerca dos difíceis caminhos da Fé, começou a chamar um de nós para sentar-se ao seu lado, durante as aulas, atrás da dita secretária fechada, talvez, pensava eu, porque a proximidade mestre-discípulo por um lado premeia os bons alunos, por outro permite ao professor tomar melhor o pulso à temperatura pedagógica da turma através das reações, sentidas de perto pelo mestre, das nossas inocentes almas infantis. Só achava esquisitas as caras dos meus colegas no fim das aulas mas atribuía isso ao maravilhamento da honra de estar cinquenta minutos no estrado, diante da turma, numa posição de privilégio. Até que uma manhã ouvi o Pilinhas chamar-me

– Antunes

e dilatei-me de orgulho na carteira porque o privilégio ia, finalmente, pertencer-me. Ao

– Antunes

e eu era o único Antunes ali, seguiu-se um

– Chega aqui, Antunes

mavioso e risonho e viajei até ele num orgulho infinito, sentando-me na cadeira ao lado da sua, em cujo tampo o Pilinhas batia uma palma convidativa. Estar sentado de frente para os meus parceiros, no alto do estrado, encheu-me de orgulho e comecei a achar que, de facto, existia um não sei quê de hostil para comigo da parte de Paris, dos elefantes, do Mundo em geral, uma certa raiva na Austrália, uma antipatia óbvia nas ilhas Fidji, qualquer coisa de subtilmente antropofágico

(discreto mas óbvio)

no Uruguai, na Hungria, no Pólo Sul. De quando em quando os dedos do Pilinhas roçavam-me o cotovelo e acabaram por ancorar nos meus joelhos, acariciando-me de leve ao início, cada vez com mais força depois, subindo- -me as coxas em beliscões simpáticos, avaliando-me a textura da pele, encontrando-me o elástico das cuecas, tudo isto enquanto dissertava acerca do Espírito Santo e me alcançava subtilmente o a seguir ao elástico, procurando, em movimentos convulsos, aquilo em que só se podia mexer para cinco coisas e tentando juntar-lhe uma sexta. A certa altura convidou a turma a ler os Mandamentos em voz alta e, aí pelo terceiro ou quarto, inclinou-se para mim numa expressão que nunca esquecerei, parecida com a do camaleão da minha tia Graça, que morava numa gaiola na cozinha, antes da boca expulsar uma compridíssima língua instantânea que filava uma mosca desprevenida, enquanto o Pilinhas, de lábios quase colados à minha orelha, perguntava num cicio que me horrorizou, enquanto me apertava com langor as cuecas que a minha mãe adaptava do meu pai para mim:

– Já tens leitinho aí?

pergunta que me deixou atónito: quem tinha leite era a minha mãe, que amamentava os meus irmãos que sucessivamente iam nascendo, de mim a única coisa que saía era chichi e, portanto, cheguei a casa confusíssimo. O meu pai estava, como de costume, no escritório, de olho no microscópio, e levei que tempos a ganhar coragem para lhe falar. Via-lhe apenas as costas e não era capaz até que, sem conseguir aguentar-me mais, me saiu sei lá de onde a pergunta aflita

– Ó pai eu tenho leite?

O resto foi simples e rápido, não demora muito a contar. O meu pai ficou imóvel até olhar para mim numa expressão de estranheza:

– O quê?

Repeti embaraçadíssimo

– Já tenho leite?

o meu pai, franzido

– Que história é essa?

eu

– O professor de Moral perguntou-me se eu tinha leite neste sítio

a apontar-lho enquanto o meu pai

– Repete lá essa história

eu

– O professor de Moral perguntou-me se eu tinha leite neste sítio e convidou-me para em lugar de almoçar no Camões almoçar em casa dele

e depois vi o meu pai de pé, e depois vi o meu pai a vestir o casaco numa velocidade impensável, e depois vi o meu pai sair a correr, e depois vi o meu pai, da janela, entrar no carro, e depois vi-o chegar uma ou duas horas depois, e depois ficámos sem lições de Moral durante um mês. Um dos contínuos informou-nos que o professor estava doente. O meu pai nunca foi para graças. Lembro-me que nesse dia jantou em silêncio. Quer dizer não bem em silêncio porque entre o prato e a sobremesa
(o meu lugar ficava à sua direita)
o ouvi murmurar

– Filho da puta

e não tornou a abrir a boca. Teria trinta e poucos anos nessa altura, não dizia palavrões e foi o único que alguma vez lhe escutei. E é tudo quanto conheço acerca desse assunto.

António Lobo Antunes

Retirado da Visão

Frases do Facebook - Não deixes a tua mente inventar coisas para a tua boca espalhar

não deixe a sua mente inventar coisas para você espalhar! 

Boatos

Se não viste com os teus olhos
Se não ouviste com os teus ouvidos
Não deixes a tua mente inventar coisas para a tua boca espalhar

Lorde - Perfect Places


Letra

Every night, I live and die
Feel the party to my bones
Watch the wasters blow the speakers
Spill my guts beneath the outdoor light
It's just another graceless night
I hate the headlines and the weather
I'm nineteen and I'm on fire
But when we're dancing I'm alright
It's just another graceless night
Are you lost enough?
Have another drink, get lost in us
This is how we get notorious, oh
'Cause I don't know
If they keep tellin' me where to go
I'll blow my brains out to the radio, oh
All of the things we're taking
'Cause we are young and we're ashamed
Send us to perfect places
All of our heroes fading
Now I can't stand to be alone
Let's go to perfect places
Every night, I live and die
Meet somebody, take 'em home
Let's kiss and then take off our clothes
It's just another graceless night, 'cause
All of the things we're taking
'Cause we are young and we're ashamed
Send us to perfect places
All of our heroes fading
Now I can't stand to be alone
Let's go to perfect places
All the nights spent off our faces
Trying to find these perfect places
What the fuck are perfect places anyway?
All the nights spent off our faces
Trying to find these perfect places
What the fuck are perfect places anyway?
All the nights spent off our faces
Trying to find these perfect places
What the fuck are perfect places anyway?
Songwriters: Ella Yelich-O'connor / Jack Antonoff